Notícias> Centro de imprensa

ChemBook - Capítulo 2: Identificação inteligente do efeito gancho para evitar resultados baixos falsos

Mindray 2021-03-05

de Bigang Zhou; Hu Wang; Nancy JI
Departamento de Marketing de DVI da Mindray

Vários itens de bioquímica clínica são testados pelo método imunoturbidimétrico, que mede a turbidez de um complexo imune formado a partir da reação anticorpo-antígeno. É inevitável que haja um efeito gancho criado em uma reação antígeno-anticorpo quando a concentração do analito (antígeno) começa a exceder a quantidade de anticorpo presente no reagente. Se não for bem tratado quanto a esta condição, podem ser obtidos resultados de leitura incorretos. Este pequeno artigo baseado em casos tem como objetivo oferecer um olhar mais atento em como a moderna tecnologia de análise bioquímica evita efetivamente o falso resultado causado pelo efeito gancho.

Uma paciente de 60 anos de idade recebeu uma análise de urina de rotina em papel de teste químico e um teste de urina de microalbumina (mALB) em analisador químico. O teste de urina em papel revelou alto teor de proteína na urina (3+) com concentração estimada em mais de 300 mg/dl, enquanto o teste bioquímico para mALB obteve o valor de 34,62 mg/dL. Há uma diferença significativa entre os dois resultados. O resultado do teste de urina é anormal ou há algo errado com os resultados bioquímicos da urina?

O controle de qualidade do teste qualitativo de urina em papel e o teste químico de urina mALB naquele dia recebeu uma nova verificação, e o controle de qualidade de ambos os métodos estava normal. Havia um sinalizador “PRO” (alarme de efeito gancho) para o primeiro resultado de medição do mALB e a curva de reação estava anormal. Em seguida, o técnico de laboratório repetiu a amostra após diluir 20 vezes e obteve o resultado de 847,7 mg/dL; mas ainda havia um sinalizador de alarme, o sinalizador “RRN” que indicava que o grau de reação da amostra tinha excedido o nível máximo do grau de reação do calibrador. Posteriormente, foi obtido o resultado de mALB de 1.082,8 mg/dL após a diluição de 30 vezes, e não houve alarme. A diferença evidentemente grande entre o resultado inicial e os resultados do teste posterior após a diluição, e junto com o resultado de Alb sérico baixo (15,1 g/L) e o diagnóstico clínico de síndrome nefrótica, pode provar suficientemente que o resultado do teste químico inicial de mALB (34,62 mg/dL) estava errado.

Figura 1: resultados do teste de mALB

A mALB na urina é um dos índices sensíveis e confiáveis para detectar disfunção renal em estágio inicial. O monitoramento contínuo do nível de mALB apresenta importante significado clínico para o rastreamento de lesão renal precoce, intervenção terapêutica precoce e avaliação do prognóstico de uma nefropatia. Resultados de testes precisos de laboratórios são de grande benefício para o diagnóstico e tratamento clínico. Então, como evitar resultados baixos falsos semelhantes a este caso? Para melhorar a precisão de exames de bioquímica clínica, duas dimensões devem ser consideradas, ou seja, a otimização do sistema de reação do reagente para estender a linearidade do reagente e a integração dos sistemas de medição para melhorar a capacidade de identificação dos resultados de teste anormais.

O que é efeito gancho?

O efeito gancho pode ocorrer ao apresentar proporção inadequada de antígeno para anticorpo e produzir resultados falsamente baixos. Os números de complexos antígeno-anticorpo formados por duas amostras com concentrações muito diferentes podem ser iguais, o que contribui para o erro do resultado. Nesse caso, o resultado em gancho ocorreu no teste de mALB na urina.

Representação diagramática do efeito 'gancho', resultando em uma leitura de concentração artefatualmente baixa.
Measurement of serum ferritin by a two-site immunoradiometric assay, Anal Biochem 1974;
61: 209-24 Interference in immunoassay. Ann Clin Biochem 1999; 36: 704-721

Como identificar o efeito gancho?

Atenção especial deve ser dada à função de identificação de anormalidades em analisadores químicos modernos. Atualmente, o sistema de teste químico AAA integrado da Mindray criou muitos bancos de dados de teste poderosos no software (por exemplo, parâmetros de aplicação de reagente, faixas lineares de reagente e regras de verificação de reação, regras de repetição, etc.). A Figura 2 mostra a faixa de linearidade e a regra de verificação do efeito gancho para o item mALB. O algoritmo inteligente do sistema fechado de química AAA da Mindray pode fornecer identificação automática e alarme do efeito gancho, melhorando assim a precisão dos resultados do teste.

Figura 2: Índice incorporado do item mALB no software

Vejamos como o sistema de química da Mindray ajuda o laboratório a fornecer resultados mais confiáveis para o teste de mALB. Se o resultado da medição for maior que o limite superior da linearidade do reagente da Mindray (300 mg/L), o software apresentará um sinalizador “>”, acionará uma diluição e será executado novamente. Se o resultado da medição for menor que o limite superior da linearidade, o software verificará se o resultado se trata de um resultado baixo verdadeiro ou falso acordo com a regra de verificação de pré-zona incorporada. Se o software julgar que se trata de um resultado baixo falso, ele apresentará um sinalizador “PRO” e, em seguida, acionará uma diluição padrão de 20 vezes e será executado novamente. A função de verificação da curva de reação e a função de alarme inteligente com sinalizador podem oferecer resultados mais confiáveis, e a diluição automática pode exigir menos operação manual e mais tempo sem necessidade de vigilância.

Figura 3: Verificação de resultado e regra de repetição do teste de mALB

Uma série de parâmetros refinados incorporados no sistema tornam o sistema mais inteligente e eficiente. Pode melhorar a capacidade do sistema de apoiar o diagnóstico clínico e o tratamento, especialmente a capacidade de identificação de resultados anormais de amostras de alta concentração. Portanto, o sistema químico AAA integrado pode melhorar muito a eficiência do laboratório, reduzir o tempo de TAT, reduzir o risco potencial de erros e aumentar a satisfação clínica e do paciente.