Notícias> Centro de imprensa

BC-6800Plus: Ferramenta confiável de triagem para infecção por malária P. vivax

Mindray 2021-05-31

Epidemiologia da malária

A malária é uma doença potencialmente fatal causada por plasmódio. Em 2019, quase metade da população mundial corria o risco de contrair malária. Houve 229 milhões de novas infecções, e 409.000 pessoas morreram. A maioria dos casos e mortes ocorreu na África Subsaariana.[1]

Figura 1. Número de novas infecções e mortes por malária

Um ou mais casos indígenas

Figura 2. Países com casos indígenas em 2000 e seu status em 2018

Diagnóstico precoce de malária

O diagnóstico precoce reduz a morbidade e a mortalidade da malária.

Todos os casos de suspeita de malária devem ser confirmados com microscopia óptica ou teste de diagnóstico rápido (RDT, na sigla em inglês).

1. Microscópio de luz

A detecção do parasita da malária por microscopia de luz em exames de esfregaço espessos e finos é um método confiável para o diagnóstico, quantificação dos parasitas da malária e identificação das espécies infectantes. A microscopia de luz é o método de referência para o diagnóstico da malária e amplamente utilizada devido ao seu custo/benefício. No entanto, suas desvantagens incluem:

Subjetivo: a precisão do diagnóstico depende da competência do microscopista.

Demorado: o microscopista deve examinar pelo menos 100 campos para o diagnóstico da malária.

Difícil garantir a qualidade das lâminas devido à variação no exame microscópico, à qualidade da coloração e ao esfregaço.

RDT

O RDT é um teste imunocromatográfico para detectar antígenos específicos de parasitas no sangue. O resultado do teste está imediatamente disponível e depende menos de pessoal qualificado. Suas desvantagens incluem:

As diferentes características desses antígenos podem afetar sua aplicabilidade para uso em diferentes situações.

Falta de informação sobre a carga parasitária.

A qualidade heterogênea dos produtos comercialmente disponíveis e a existência de variação lote a lote.

Detectando malária na Mindray BC-6800Plus

As atualizações técnicas dos analisadores hematológicos automatizados os tornaram muito inteligentes. No canal de diferenciação Mindray BC-6800Plus (DIFF), as subpopulações de RBC e CGB são diferenciadas de acordo com seus tamanhos e complexidade (Figura 3).

Figura 3. Parâmetros de canal de DIF

O BC-6800Plus fornece um sinalizador InR dedicado e o número de InR (InR #)/a permila de InR (InR ‰) que é incorporado no hemograma completo (CBC) como uma ferramenta de triagem para malária (Figura 4).

Figura 4. Os parâmetros InR #/InR ‰ fornecidos pelo BC-6800Plus
Observação: as dispersões amarelas são apenas para destaque

Eficácia do BC-6800Plus para triagem de malária

Foi realizado um estudo com 30.077 casos de malária, no qual microcopistas experientes realizaram exame de esfregaço espesso e fino. O hemograma completo foi analisado no Mindray BC- 6800Plus Hematology Analyzer. Duzentos e oitenta e cinco casos foram considerados positivos para malária por P. vivax através do exame de esfregaço. O estudo[2] descobriu uma sensibilidade de 99,65% e o NPV (Valor Preditivo Nevativo, na sigla em inglês) de quase 100% para o indicator InR para P. vivax, então o BC-6800Plus pode servir como excelente ferramenta de triagem especialmente para a malária P. vivax.

Os glóbulos vermelhos infectados resistiram à lise e ocuparam uma zona como pontos agrupados no cubo 3D (Figura 5).

Figura 5. Zona de RBC infectada (área do círculo) no cubo 3D

Na maioria dos casos de P. vivax, o InR# foi comparável ao grau de microscopia. Às vezes, um grande número de formas iniciais de anel leva a menor InR# do que microscopia (Figura 6).

Figura 6. Correlação entre grau de microscopia com InR#

Verdadeiro positivo: foram comparados poucos parâmetros entre os casos positivos de malária por esfregaço.

Casos de controle: casos negativos de esfregaço em que o indicador “RBC infectado?" não estava presente. Casos falsos positivos: casos negativos de esfregaço em que o indicador “RBC infectado?” estava presente. Houve diferenças significativas nesses parâmetros (Delta CGB, InR#, InR‰) entre os dois grupos (Tabela 1).

Tabela 1: Comparações estatísticas de alguns parâmetros importantes entre grupos diferentes.

Casos positivos verdadeiros Casos de controle Casos positivos falsos Controle positivo verdadeiro Verdadeiro positivo vs. falso positivo
Nº de casos 323 29517 237 p1(teste t) p2(teste t)
Delta CGB Média 0,80 -0.01 0.06 <0.001* <0.001*
x103/μL SD 1.87 0.24 0.28
InR# Média 0.88 0.00 0,03 <0.001* <0.001*
x109/L SD 1.83 0.00 0,03
InR% Média 0.20 0.00 0.01 <0.001* <0.001*
% SD 0.43 0.00 0.01

NLR=Neutrófilo: Razão de linfócitos, PLR=Plaquetas: Razão de linfócitos, Delta CGB=contagem de CGB-DIFF menos contagem de CGB-WNB, InR#=contagem de glóbulos vermelhos infectados, InR#=porcentagem de glóbulos vermelhos infectados. (* indica índices altamente significativos em termos estatísticos)

O InR# foi comparável com Delta CGB (contagem CGB do canal DIFF menos contagem CGB do canal WNB). Em alguns casos, o InR # é significativamente alto, mas o delta CGB é baixo. Nesses casos, a célula InR afetou a classificação de CGB. A contagem falta total de CGB foi encontrada observando-se a correlação entre Delta CGB e InR# (Figura 7).

Figura 7. Correlação entre Delta CGB e InR#

O indicador InR e os parâmetros InR#/InR‰ fornecidos pelo BC-6800Plus podem ser usados como indicador para triagem da malária. Quando a pontuação de um determinado tipo de morfologia anormal das células sanguíneas excede o limite definido, o analisador relata o indicador da forma apropriada. Quanto mais alto for definido o valor do limite, menor será a sensibilidade do alarme. Você pode configurar os valores de limite de alarme do indicador apropriados no BC-6800Plus para triagem de malária na prática clínica.

Referências

[1] Organização Mundial da Saúde. Relatório Mundial da Malária 2019. Disponível em: www.who.int/publications-detail/world-malaria-report-2019. Acessado em 21 de janeiro de 2020.
[2] Dhanani, H. J. Evaluation of automated hematology analyser: Mindray BC-6800 plus as a screening tool for diagnosing malaria. International Journal of Research in Medical Sciences 8, 1750, doi:10.18203/2320-6012.ijrms20201922 (2020).